in

‘Tentei matar meu marido e milha filha recém-nascida’, revela mãe com doença pós-parto

Divulgação/Pais&Filhos

Um relato comovente de uma mãe deixou muitas pessoas emocionadas durante uma entrevista concedida a um canal local. Laura contou que recebeu o diagnóstico de psicose pós-parto e a doença quase destruiu a sua vida e também sua família. A mulher contou que por pouco não provocou um grave acidente que poderia ter matado a filha e também o marido.

Publicidade

Tudo teria acontecido após a mãe ter pensamentos e alucinações. Laura disse que antes de receber o diagnóstico de psicose pós-parto, ela nunca havia tido problemas relacionados a sua saúde mental. Contudo, quinze dias depois do nascimento da filha, a pequena Olivia, acaba passando muito tempo sem conseguir dormir e lutava para poder amamentar a recém-nascida.

“Eu não sentia sono, mas chegou ao ponto em que eu fiquei maníaca e não queria dormir. Comecei a ter alucinações e pesadelo”, desabafou Laura. Ela revelou que a primeira alucinação que teve foi da filha sendo molestada. Ela contou que teve três sonhos do tipo e ficou tão complicado que sequer queria ir para a cama.

Publicidade

A privação de sono foi piorando cada vez mais e Dan, o seu marido, conseguia dormir e isso fez com que Laura ficasse ressentida. Por causa disso, ela começou a ficar uma pessoa agressiva. Além de tudo, a mãe ficou obcecada por limpeza. O nível de complicação foi tão grande que a mulher chegou a tentar matar a própria filha e o marido.

Publicidade

Laura disse que a família foi viajar para passear na casa de um amigo. Dan dirigia normalmente, mas na cabeça de Laura ele estaria quase pegando no sono. Foi quando ela quis assumir a direção do carro. “Sentei no banco do motorista e comecei a chorar, dizendo que tive alucinações. Fiquei muito chateada porque ele não me confortou, comecei a ficar com muita raiva e comecei a acelerar o carro”, desabafou.

Publicidade

O marido ficou desesperado e gritava para que a mulher parasse, porém ela acelerava cada vez mais em direção a um muro. Por um milagre, a mãe acabou desacelerando e parou o veículo.

Preocupado, Dan levou a mulher para uma clínica psiquiátrica e foi quando recebeu o diagnóstico de psicose pós-parto.
Laura precisou ficar internada por seis semanas recebendo tratamento adequado. O relato foi compartilhado com o intuito de ajudar outras mães que passam pelo mesmo tipo de situação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade