in

Nome de Senador aparece no assassinato de pastor e Flordelis é colocada contra parede

Veja

Um dos casos criminais que mais repercutiram em todo o país foi o assassinato do pastor Anderson do Carmo. Nesta quarta-feira, 22 de janeiro,  novidades envolvendo o crime que envolve o religioso foram dados pela TV Globo. Agora o nome de um Senador da República estaria no centro da questão. Isso porque o celular do pastor Anderson do Carmo teria sido conectado na casa do Senador, horas após o crime. 

Publicidade

O celular do pastor teria sido conectado ao wi-fi da casa do Senador Arolde de Oliveira, do PSD. O celular teria sido ativado com outro chip, que seria da esposa do parlamentar. O casal mora em um imóvel da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. 

Arolde de Oliveira é filiado ao mesmo partido de Flordelis. Ele também é dono de uma gravadora de músicas golpeis, na qual Flordelis, que é cantora, já teria gravado alguns de seus álbuns. 

Publicidade

Procurado pela Globo para comentar o assunto, Arolde de Oliveira diz que tudo o que a emissora diz é mentira e que estão tentando vincular ele a um crime por motivos políticos. Lembrando que o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia autorizado a Polícia Civil do Rio de Janeiro a investigar a deputada, entendendo que o crime da morte do pastor em nada tem a ver com o mandato. 

Publicidade

A investigação sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo já dura meses e várias personalidades são investigadas, inclusive a esposa dele, a cantora, pastora e deputada Flordelis, uma das personalidades, que até então, era muito respeitada. O casal ficou conhecido por resgatar crianças carentes nas ruas do Rio de Janeiro e criar elas como filhos adotivos. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.