in

Irã ataca Estados Unidos; veja o que aconteceu

Reuters / Nazanin Tabatabaee

As primeiras consequências ao ataque que vitimou o general Qassem Soleimani aconteceram pouco antes de seu enterro. Duas bases americanas no Iraque foram atingidas por mísseis iranianos na noite de terça (07), fato confirmado pelo Pentágono.

Publicidade

As bases de Ain Al-Asad e a de Erbil, respectivamente, na região oeste e curda do Iraque, foram atingidas por 22 mísseis. Conforme informações fornecidas pelo governo iraniano, a operação foi batizada como “Mártir Soleimani” e foi organizada por uma divisão da Guarda Revolucionária.

Segundo a declaração feita por um comandante da Guarda à rede de TV estatal, “o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deveria pensar em retirar suas tropas da região e não deixá-las ao nosso alcance”.

Publicidade

Além das tropas americanas e iraquianas, uma das bases também abrigava cerca de 100 militares alemães, além de outros 70 soldados noruegueses. Até o momento, não há notícias sobre vítimas americanas ou de outros países.

Publicidade

Publicidade

A resposta de Trump

Ao saber do ataque, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, utilizou suas redes sociais para compartilhar uma nota: “Tudo está bem! Mísseis lançados do Irã em duas bases militares localizadas no Iraque. Avaliação das vítimas e danos estão ocorrendo agora. Por enquanto, tudo bem! Temos, de longe, as forças armadas mais poderosas e bem equipadas do mundo! Farei uma declaração amanhã de manhã”

Ao longo da quarta (08), a imprensa internacional aguardou a declaração oficial da presidência, mas no início da noite, a Casa Branca informou que não seria feito um pronunciamento. Já a assessora de imprensa do presidente confirmou que ele está consultando a equipe de segurança nacional, mas que por hora não irá se posicionar sobre o tema.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Beka Assis

Redatora e curiosa, é uma entusiasta de gadgets, jogos e utilidades. Adora escrever e experimentar inovações que podem tornar a vida mais prática.