in

Avião cai no Irã: falha técnica ou atentado terrorista? O que se sabe até agora

UOL

Um avião de origem ucraniana caiu na manhã desta quinta-feira no território do Irã. Essa queda de avião levantou diversas vertentes sobre o que poderia ter acontecido para que u avião em perfeito estado de manutenção tivesse caído de forma tão sorrateira com aproximadamente 170 pessoas a bordo. Os Estados Unidos, a França e a Ucrânia trabalham juntos no caso.

Publicidade

Falha técnica ou atentado terrorista? 

A queda de qualquer avião causa espanto na maioria das pessoas, pois segundo as estatísticas é mais fácil você morrer com um vaca lançada sobre sua cabeça do que com a queda de um avião, isso deixa a situação ainda mais complexa, pois só restam algumas opções para explicar o porque o avião teria caído, uma das opções é por falha técnica e a outra pode ser por atentado terrorista.

O avião Boeing-737, teria saído do aeroporto internacional Imam Khomeiniu nesta manhã e teria como destino a cidade ucraniana de Kiev. De acordo com o que já se sabe, a queda do modelo Boeing se deu pouco tempo após a decolagem do avião.

Publicidade

A agência humanitária crescente vermelho descartou a possibilidade de haver sobrevivente, pois por algum problema que aconteceu ainda no céu ou o forte impacto do avião na terra causou a completa destruição do avião.

Publicidade

Governo ucraniano se pronuncia sobre o caso

Inicialmente, a embaixada da ucrânia apontou um problema no motor como a causa da queda, mas depois mudou sua opinião e divulgou a declaração de que nada será apontado como causa até que as investigações achem o culpado. A princípio, o governo declarou que um atentado terrorista está descartado.

Publicidade

No avião estavam pessoas de diversas nacionalidades, 82 eram do Irã, 63 eram do Canadá, 11 da Ucrânia, 10 da Suécia, 4 do Afeganistão, 3 eram da Inglaterra e 3 da Alemanha, o governo trabalha com o translado dos corpos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.