in

Como vive Bruninho, filho do goleiro Bruno com Eliza Samudio

Fotomontagem: Bruno Avila / Talyta Vespa/UOL / IG

Ele não gosta de entrevistas, nunca mostrou seu rosto, e nem deve mostrar. A não ser que se torne um grande jogador de futebol, o que é seu grande sonho. Sua avó Sônia Fátima Moura quer afastar esta possibilidade, uma vez que seu pai biológico é o goleiro Bruno, que atentou contra sua vida e matou sua mãe, Eliza Samudio.

Publicidade

Trata-se do jovem Bruno Samudio Souza, que inclusive não gosta do seu primeiro e último nome. A avó do garoto revela que ele quer mudar seu nome e tirar o Souza do sobrenome, pois o herdou do pai. A escolha pelo nome ‘Bruno’ foi da mãe Eliza Samudio, antes de ser cruelmente assassinada.

Publicidade

Publicidade

Sônia conta que Bruninho se apresenta na maioria das vezes como Gabriel, mas que ela mesmo não irá mudar o nome da criança. A avó relata que ele só mudará o nome se quando adulto assim quiser, mas que, em respeito a Eliza, o manterá em sua menoridade.

Publicidade

Bruninho não sabe muito do pai, porém sabe o suficiente. Inclusive gritou com medo quando soube que ele estava fora da cadeia. A avó diz que é inevitável que eles se encontrem um dia, mas tentará evitar ao máximo. O garoto não tem vontade de conhecer o pai, pois sabe que ele matou sua mãe e também tentou o matar.

Eliza brigava para que Bruno assumisse a paternidade do menino, mas tudo isso acabou com a crueldade de um assassinato, acompanhado de esquartejamento e ocultação de cadáver. Todos estes crimes foram constados na sentença do antigo goleiro do Flamengo.

Bruninho, filho do ex-casal, vive uma vida longe dos holofotes. O garoto nem ao menos gosta que sua avó, a quem chama de ‘mãe Soninha’, dê entrevistas para a Televisão. Sônia conta que Bruninho pede para que ela pare de se expor, pois isso a machuca e consequentemente machuca ele também.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com