in

Grêmio pede 40 milhões de euros por 50% de Everton Cebolinha e jogador pode ter destino selado

Divulgação: Grêmio

A janela de transferências será aberta na Europa nos próximos dias. Por lá, os clubes estão no meio da temporada. Há quem acredite em uma janela menos quente nos próximos meses.

Publicidade

Entre os jogadores promissores do futebol brasileiro, um deles é Everton Cebolinha. O atacante do Grêmio se destacou no meio do ano, quando foi o principal nome da seleção brasileira na conquista da Copa América.

A seleção de Tite perdeu Neymar pouco antes do torneio e Everton assumiu o protagonismo e levou a seleção brasileira à conquista. Daniel Alves, hoje no São Paulo, chegou a dizer que Everton deu a ele a Copa América.

Publicidade

Muiotos gremistas davam como certa a saída de Everton neste fim de ano, mas internamente, segundo o UOL Esportes, dirigentes do Grêmio não acreditam que isso deva acontecer.

Publicidade

Segundo o pensamento interno, o valor pedido por Everton é muito alto. O Grêmio quer 40 milhões de euros (R$ 162,4 milhões na cotação atual da moeda europeia em relação à brasileira) por 50% dos direitos econômicos do jogador, que tem contrato até dezembro de 2023.

Publicidade

Diante do valor pedido, o futuro de Everton pode já ter sido selado, pois dirigentes do Tricolor não acreditam que ele vá deixar o Grêmio neste momento.

Everton Cebolinha tem apenas 23 anos. Neste ano, ele disputou 57 partidas e marcou 20 gols.
Com a notícia de que deve permanecer, os gremistas podem comemorar. O rápido e envolvente atacante será importante no ano de 2020, quando o Grêmio disputará diversos torneios importantes, como Copa do Brasil, Libertadores da América, Campeonato Gaúcho e Campeonato Brasileiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!