in

Meninas revelam detalhes de suposto abuso de pastor: ‘Sozinhas dentro do carro’

Foto: Reprodução/SHUTTERSTOCK

De acordo com a polícia, um pastor chamado Jerusan Batista Queiroz, da Igreja Batista Getsêmani está sendo investigado. Ele foi denunciado por adolescentes da igreja que afirmam que ele praticou abuso.

Publicidade

Uma pastora que está acompanhando o inquérito informou ao portal G1 que ele teria molestado meninas de 14 a 18 anos, além de mulheres adultas. Uma delas chegou a ser ameaçada, caso fizesse denúncia.

As vítimas estão sendo ouvidas na delegacia com o auxílio de psicólogos. A igreja, que fica em Belo Horizonte/MG, afastou o pastor do cargo para que sejam apuradas as denúncias.

Publicidade

O pastor nega todas as acusações e afirma que todas são falsas. De acordo com um comunicado divulgado, Jerusan é um homem reto e dedicado à igreja e à família. Para ele as acusações são ataques infundados para manchar a sua imagem, impedindo seu trabalho de pregador do evangelho.

Publicidade

De acordo com os advogados de defesa, o pastor já possui elementos que irão provar sua inocência. Eles afirmam que tudo não passa de um jogo de interesses pessoais para acabar com a reputação de um homem integro que vive à serviço da comunidade religiosa.

Publicidade

Eles confiam no trabalho da polícia para que tudo seja esclarecido. O comunicado ainda menciona o fato de que hoje, com as redes sociais, é muito fácil espalhar coisas falsas, para denegrir a imagem de pessoas bem intencionadas e inocentes. 

Em um vídeo divulgado pelo site G1, uma das vítimas relatou que ele sempre foi muito carinhoso, pegava nas mãos, e um dia comentou que não entendia como uma moça tão bonita estava solteira. Outras vítimas relataram que o pastor dava carona, e teria dado aconselhamento enquanto elas estavam sozinhas dentro do carro do suspeito.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Carolina Mello

Amante das artes, leitura e escrita, resolvi fazer de um hobby uma profissão.