in

Torcida pede e diretoria do Corinthians define situação com Rodriguinho

Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Ao término do Campeonato Brasileiro, as equipes se movimentam no mercado da bola para montar uma equipe forte para o próximo ano. Em relação a 2020, Corinthians e Cruzeiro vivem situações distintas, já que um vai disputar a pré-Libertadores e outro a Série B.

Publicidade

No entanto, as equipes não vão medir forças dentro de campo, pois o que deixa as equipes ligadas é a situação do meio-campista Rodriguinho, que está de saída da Raposa. Ao saber disso, a torcida corintiana começou a pedir sua contratação para a próxima temporada.

Sabendo das especulações, a diretoria alvinegra não quis estender ainda mais o assunto e resolveu definir a situação com o meio-campista. Ele não está na lista de reforços que foram pedidos pelo técnico Tiago Nunes e sua contratação foi descartada pela diretoria.

Publicidade

Num passado recente, Rodriguinho foi um dos maiores destaques do Corinthians, ao ser peça fundamental da equipe em algumas competições. Com o jogador em alta, o Timão não conseguiu segurá-lo por muito tempo e o vendeu para o futebol exterior na temporada passada.

Publicidade

Hoje no Cruzeiro, o meio-campista já não consegue demostrar um bom futebol e sua saída é iminente. Um dos principais fatores é o alto salário que ele recebe e dificilmente a equipe mineira poderá pagar na próxima temporada, devido à pouca verba que o clube terá.

Publicidade

Neste ano, Rodriguinho balançou as redes adversárias em oito oportunidades, somando 20 jogos. Por esse motivo, o meia já não é muito cobiçado no mercado de transferências e ainda tem futuro incerto.

Seu melhor momento na carreira foi durante a passagem pelo Corinthians, em 2017, sendo peça fundamental e homem de confiança do técnico Fábio Carille. O meio-campista chegou a ser convocado para defender a Seleção Brasileira, mas não ganhou sequência.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Vinicius Araújo

Redator i7 Network - Notícias do mundo do futebol.