in

Recém-nascida foi enterrada viva dentro de uma panela; dois meses depois sua vida mudou

R7 / BBC NEWS BRASIL/Dr Ravi Khanna

Um caso chocou o mundo em outubro deste ano. Uma bebê recém-nascida foi encontrada enterrada por um morador de Uttar Pradesh, na Índia. O homem disse que encontrou a garota após ouvir o choro de uma bebê enquanto estava enterrando sua própria filha, que morreu precocemente.

Publicidade

Os hindus costumam cremar os corpos, mas quando se tratam de bebês e crianças, geralmente estes são enterrados. O homem estava escavando a cova, quando relata que bateu a pá em uma parte de barro, que rachou e assim conseguiu identificar o choro que vinha de uma jovem recém-nascida.

Publicidade

Publicidade

A estrutura que rachou tratava-se de uma panela de barro. Os médicos contam que a garota provavelmente sobreviveu porque esta panela pode ter criado uma bolha de oxigênio. Mas também pode ter acontecido do oxigênio ter entrado por rachaduras da terra.

Publicidade

Foi analisado que a garota teria nascido de forma prematura, com cerca de 30 semanas, e foi encontrada com 1,1 quilo. A polícia tenta encontrar os pais desta bebê ou o suspeito que tenha cometido o crime. Já é dado como certo que os pais da criança seriam cúmplices, pois o caso foi de repercussão nacional na Índia e ninguém se pronunciou por estar procurando a jovem.

Dois meses depois, a garota está sendo cuidado por autoridades do bem-estar infantil do distrito de Bareilly, no Estado indiano Uttar Pradesh, e tem uma vida completamente diferente, bem mais saudável e já aceitando a mamadeira.

Vale ressaltar que, na Índia, a discriminação de gênero é muito grande. As mulheres são vistas como um fardo financeiro e isto pode ter motivado o crime.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com