in

Mulher ressuscita após ficar seis horas com coração parado; desabafo corta o coração

Antena3

Um caso acabou chocando todo o mundo. Uma alpinista chamada Audrey Mash, do Reino Unido, estava fazendo uma trilha nos montes Pirineus da Catalunha, na Espanha. No local, havia acontecido uma grande tempestade, o que ocasionou uma queda de temperatura.

Publicidade

Audrey se sentiu mal enquanto estava se aventurando. A fala e o movimento da moça ficaram desconexos, até que ela atingiu a inconsciência. O que aconteceu foi um quadro de hipotermia. A temperatura do corpo da britânica caiu de 36°C, considerado normal, para apenas 18°C.

Ao chegar no hospital, médicos constataram que a mulher de 34 anos havia tido uma parada cardíaca, e seu coração não tinha voltado a bombear. Primeiramente, os médicos relatam que utilizaram algumas técnicas para tentaram ressuscitar a moça, mas nenhuma havia funcionado.

Publicidade

Mash foi encaminhada ao hospital Vall d’Hebron, localizado em Barcelona, onde tinha um equipamento inovador, chamado ECMO. 

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

O dispositivo foi utilizado pela primeira vez na Espanha e, após seis horas com o coração parado, foi possível que ele conectasse ao sistema cardíaco da britância, substituindo as funções pulmonares e cardíaca.

Publicidade

A ressuscitação aconteceu e surpreendeu a todos. O marido de Audrey Mash diz que acreditava que ela estava morta, e a própria desabafou: “Incrível. É como um milagre, mas tenho que pensar que foi tudo por causa dos médicos“.

Os médicos explicam que só foi possível a ressuscitação porque a paciente estava com um quadro de hipotermia. Mesmo após horas com o coração parado, a temperatura baixa conseguiu manter todos os órgãos vivos. A mulher já pode, em breve, voltar às suas atividades, e já quer escalar novamente.

Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com