in

Repórter filma o que não deve no Grupo Globo, é demitido e joga tudo no ventilador

Instagram Adalberto

O Grupo Globo, que abrange todas as empresas do conglomerado, anunciou a demissão do repórter Adalberto Neto. Ele gravou e publicou imagens em que profissionais da empresa, incluindo um editor, comemoravam o título do Flamengo na Copa Libertadores da América.

Publicidade

O Flamengo foi campeão da Libertadores no dia 22 de novembro, após vencer o River Plate, da Argentina, por 2 a 1. Os dois gols foram marcados por Gabigol. Após o vídeo ser publicado e viralizar nas redes sociais, a demissão de Adalberto do jornal O Globo foi oficializada na quarta-feira (4).

Em carta enviada à coluna do jornalista Leo Dias, do UOL, ele disse que não foi informado sobre o motivo de sua demissão. Segundo ele, o editor apenas disse que foi um pedido da direção do Grupo Globo.

Publicidade

Adalberto afirmou que foi demitido sem receber nenhuma advertência e se defendeu dizendo que a demissão pode ter a ver com uma questão racial.

Publicidade

“Para quem tem o mínimo de letramento racial, é impossível não racializar essa minha demissão. A culpa não é nossa. Vem lá de trás. Da colonização”, afirmou o jornalista.

Publicidade

Adalberto deixou claro no texto que estava criticando o Grupo Globo por causa da demissão, mas afirmou que a empresa deve aumentar o número de profissionais negros nos cargos de liderança.

Adalberto afirmou que entre os editores executivos há apenas uma mulher negra. Leo Dias informou em seu texto que procurou o Grupo Globo, mas a empresa não quis comentar a demissão do jornalista nem as declarações que ele deu ao colunista Leo Dias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!