in

Jornalista diz que Gugu levou lixo para TV e faz duras críticas após sua morte

Fotomontagem: Bruno Avila / Jovem Pan / Reprodução: SBT

A morte de Gugu foi confirmada na noite de ontem, 22 de novembro, após o apresentador ficar um dia em observação no hospital Orlando Health. A morte cerebral foi confirmada por um cirurgião brasileiro, que viajou ao Estados Unidos da América com intuito de exclusivamente analisar Gugu.

Publicidade

A repercussão da morte do apresentador, que pertencia à RecordTV, pegou todos de surpresa. Vale lembrar que o animador passou grande parte de sua carreira nos domingos do SBT, após ser um grande sucesso nas noites de sábado com o programa Viva a Noite.

Comandando o Domingo Legal, como uma ‘cria’ de Silvio Santos, Gugu trouxe quadros que entraram para a história da Televisão brasileira, mas algumas coisas que foram ao ar acabaram incomodando parte do público.

Publicidade

O jornalista Kiko Nogueira, responsável por uma coluna no jornal Diário do Centro do Mundo, do site IG, postou um texto com duras críticas ao apresentador falecido, em comparação ao rabino Henry Sobel, que morreu no mesmo dia.

Publicidade

Kiko relembra a Banheira do Gugu como ‘cenas obscenas’ levadas à TV. Além disso, o jornalista também cita a ‘farsa do PCC’, quando o apresentador entrevistou supostos membros da organização criminosa, mas depois foi confirmado que estes eram apenas dois rapazes atuando. Gugu nunca afirmou que sabia da fraude.

Publicidade

No texto, Kiko diz que Henry Sobel fez a todos entender melhor a ditadura e não aceitou a versão dada pelo Exército, mas não teria sido perdoado pelo público por conta de um furto de gravatas. Contudo, Kiko lamenta a pouca repercussão da morte do rabino e a ‘canonização’ de Gugu Liberato que, segundo ele, ‘levou lixo à TV’.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com