in

Frases que parecem inofensivas, mas podem deixar traumas irreparáveis no seu filho

Divulgação/Vix

Muitos pais não tem noção do quanto é importante as palavras ditas a uma criança. Todos os tipos de expressões podem traduzir uma realidade difícil e dura de ser modificada pelos pequenos. Em muitas situações, eles crescem escutando coisas ruins e acabam se tornado adultos cheios de problemas.

Publicidade

Na verdade, as palavras têm grande poder, elas podem ser instrumento de benção ou de maldição. Uma criança que vive em um ambiente onde se escuta coisas depreciativas, pode crescer acreditando que realmente não é capaz de fazer algo.

Portanto, é de grande importância pensar bem no que se diz aos pequeninos, para evitar que ele seja um adulto problemático. Existem algumas palavras que podem detonar com a autoestima de uma criança. Esse artigo vai elencar algumas frases que são negativas e que podem provocar grande insegurança. Educar uma criança não é uma tarefa fácil para os pais, principalmente os de primeira viagem. 

Publicidade

O importante é dar amor e carinho na medida certa e saber dizer o não quando for necessário. Os pais devem evitar comparar os filhos com outras pessoas, pois isso também pode gerar frustração. Cada pessoa é única, tendo as suas qualidades e os seus defeitos.  Evite se referir aos filhos usando as frases do parágrafo seguinte:.

Publicidade

“Seu irmão (primo, amigo, ou alguém próximo) foi muito melhor do que você na prova”. “Tudo o que você faz é feio”. “Você parecia um bobo/idiota” (em determinada situação). “Se você continuar comendo desse jeito, vai ficar gordo e explodir”. “Vai pentear esse cabelo ruim”. “Meu sonho é que você um dia seja magra”. “Só podia ser você…”. “Você não leva muito jeito para isso…” (esportes, habilidade manuais, etc.). “Você não sabe fazer nada direito”. Essas frases são pesadas para uma criança que está em formação escutar. As consequências podem ser muito traumáticas na vida adulta.

Publicidade

Segundo especialistas, ao agir depreciando uma criança, os pais ou responsáveis quando comparam o filho com outra pessoas acabam colocando ele numa posição de inferioridade. Isso afeta diretamente a construção da autoestima e da imagem dos pequeninos., podendo trazer traumas terríveis na fase adulta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.