in

Seleção da Alemanha não jogará mais em países que discriminam mulheres

Die Welt

Apesar de todo o espaço que as mulheres conquistaram e estão conquistando dia após dia, elas ainda são tratadas com inferioridade em vários países, inclusive Estados laicos e das principais economias mundiais.

Publicidade

Para demonstrar que já passou da hora de evoluir e encerrar com a descriminação e marginalização de mulheres, as seleções masculina e feminina de futebol da Alemanha anunciaram que não jogarão mais em países que possuem condutas preconceituosas contra as mulheres.

A decisão veio após um projeto criado por Fritz Keller, presidente da Federação Alemã de Futebol (Deutscher Fussball-Bund). Segundo o jornal Die Welt, da Alemanha, todos os membros da federação apoiaram a iniciativa.

Publicidade

A seleção alemã é uma das poucas signatárias de iniciativas que promovem a igualdade de gênero. O país investe bastante no esporte feminino e faz o possível para tais questões não serem ignoradas ou banalizadas.

Publicidade

A decisão da Federação Alemã de Futebol vem em um bom momento, já que personalidades e políticos de diferentes partes do mundo tem se envolvido em assuntos polêmicos sobre machismo, discriminação e inferiorização de mulheres.

Publicidade

No Brasil, existe um projeto aguardando apreciação na Câmara dos Deputados, e que já foi aprovado no Senado, que visa multar empresas que paguem salários menores para mulheres, quando comparados aos salários de homens no mesmo cargo. Por mais que inciativas como a da Federação ou do projeto de lei pareçam pequenas, podem sim colaborar para mudar uma realidade de machismo que por muitos anos foi banalizada e aceita como normal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades