in

Irmão de Ivete morreu de mágoa? Psiquiatra abre o jogo

R7 / Reprodução

Recentemente, a morte de Jesus Sangalo, irmão de Ivete Sangalo, acabou chamando a atenção das redes sociais. Tudo porque ele e a cantora foram notícias diversas vezes por supostas brigas. Mônica Salgado, irmã da artista de axé, usou uma página na internet para fizer que Jesus morreu de “mágoa”. “Há várias formas de morrer. Algumas suaves, outras nem tanto. Pode-se morrer de mágoa, que se disfarça em doenças de mil nomes”, disse ela em uma página. 

Publicidade

Mas afinal, é possível mesmo morrer de mágoa? Em entrevista ao R7, o médico psiquiatra, Rodrigo Leite, explica que quando a mágoa é longa, durante meses, ela cria sim problemas no corpo humano. De acordo com o especialista, isso acaba causando um quadro de grande estresse, além de doenças do coração. Os problemas coronários estão na lista dos que mais matam no mundo. 

Isso se une à possível depressão que, muitas vezes vem atrelada a maus hábitos alimentares. Ou seja, a pessoa come muito, fica obesa e o estresse acumulado se une, formando uma espécie de bomba relógio. A mágoa constante ainda eleva a adrenalina, que faz a pressão arterial ficar acima do normal, além de dificultar o funcionamento adequado do metabolismo, o que, mais uma vez, favorece o sobrepeso. 

Publicidade

Outros especialistas também falaram que sim, a mágoa pode levar à pessoa a morte, ainda que isso dificilmente ocorra sozinho. O psiquiatra Wimer Bottura Junior, presidente da ABMP (Associação Brasileira de Medicina Psicossomática), diz que todo sentimento – seja agradável ou não – é capaz de alterar processos bioquímicos do organismo e, portanto, causar doenças. 

Publicidade

Outro ponto é que a mágoa tira a independência das pessoas, que deixam de serem felizes. Isso ajuda a baixar a imunidade e trazer infecções oportunistas. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.