in

Vídeo: Lula defende jovens que roubam ‘apenas um celular’

Reprodução: TVT

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, foi solto recentemente da prisão onde estava por quase dois anos, em Curitiba. O que livrou o petista foi uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que proibiu a prisão em Segunda Instância.

Publicidade

Lula tem rodado o país e feito discursos políticos, fortalecendo a narrativa do PT (Partido dos Trabalhadores). Mesmo sem poder se candidatar, o ex-presidente tem apoiado confessamente Fernando Haddad para presidência da República.

Em um de seus discursos, Lula defendeu jovens de 14 ou 15 anos que roubam “apenas um celular”, pois, segundo ele, estes são violentados e assassinados pela polícia.

Publicidade

A fala do ex-presidente vem repercutindo muito. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, comentou sobre o caso e disse que ‘os números’ indicam que o conteúdo do discurso de Lula é “mais uma mentira”. O ministro ainda disse que o ex-presidente é “admirador confesso de Hitler e praticante de bestialismo”.

Publicidade

No palanque, Lula está ao lado de Fernando Haddad, que disputou a presidência da República no ano de 2018 e acabou perdendo para o atual presidente Jair Messias Bolsonaro.

Publicidade

A vitória de Bolsonaro foi conquistada no segundo turno, com 56% dos votos válidos. Na época, Lula estava na prisão. Vale ressaltar que o ex-presidente petista foi colocado como candidato do PT, inicialmente, mas depois o partido recuou e colocou Fernando Haddad.

Manuela d’Ávila foi vice-presidente de Haddad. O PT ainda não se pronunciou se esta será a chapa presidencial para o ano de 2022.

Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com