in

Caso do ator assassinado ganha novo capítulo e ele é assustador

G1 / Montagem

A morte do ator Rafael Miguel tem causado grande trabalho à Polícia Civil de São Paulo, que coordena as investigações do assassinato do famoso. Neste sábado, 9 de novembro, por exemplo, o portal de notícias G1 detalha o capítulo atual dessa tragédia, que traz tons assustadores de como o suposto assassino de Rafael tem conseguido fazer sua fuga alucinante. 

Publicidade

O pai da namorada do ator, Paulo Cupertino, teria assassinado Rafael e os seus pais na porta da casa onde morava com a família. Na sequência, ele decidiu fugir e, desde então, não foi encontrado. A polícia chegou até a ser acusada, nas redes sociais, de que não estaria fazendo o seu trabalho com vigor, o que os investigadores desmentem com os dados apresentados à sociedade. 

Desde que Rafael Miguel foi morto, os agentes da Polícia Civil teriam verificado quase 300 endereços em dez estados diferentes, além de dois países.  Essas verificações foram feitas a partir de denúncias de terceiros. Acredita-se que Paulo fique perambulando entre cidades, o que torna sua possível prisão mais difícil. 

Publicidade

Outra coisa que dificultará, certamente, o trabalho dos investigadores é o tempo do cometimento do crime aos dias atuais. Com o passar dos meses, a população esquece o rosto do criminoso e a tendência é que o número de denúncias diminua. 

Publicidade

Devido à chacina, a Justiça decretou a prisão temporária de Paulo. O G1, que trouxe a atualização do caso criminal, não localizou a defesa do assassino para comentar o assunto. Paulo teria atirado 13 vezes em Rafael e sua família.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.