in

Após demitir mais de 100, Globo segue implacável e medo toma conta da emissora

Globo

Os funcionários da Rede Globo em São Paulo estão vivendo momentos de medo. Isso porque nesta quinta-feira (7), a emissora demitiu mais de 100 pessoas no Rio de Janeiro, de acordo com informações do jornalista Ricardo Feltrin, do UOL.

Publicidade

Segundo Feltrin, há fortes rumores de que esta sexta será um dia triste para muitos funcionários da maior emissora do país em São Paulo. Se não ocorrer cortes hoje, devem ficar para a próxima semana.

As demissões devem atingir profissionais de hierarquia mais elevadas. O enxugamento da folha faz parte de um processo de readaptação da Globo ao novo mercado.

Publicidade

De acordo com Feltrin, a Globo promove cortes há anos. Segundo o colunista, a emissora cortou salários milionários em todas as áreas, reduziu salários de novos contratados e agora quer promover mais uma mudança importante.

Publicidade

Os funcionários que foram contratados como pessoa jurídica (PJ) devem trocar pela carteira assinada (CLT). Isso acontece porque funcionários PJs que foram demitidos processaram a emissora exigindo direitos trabalhistas previstos somente na CLT. Há inclusive artistas que fizeram isso.

Publicidade

Para evitar processos futuros, a emissora trabalha com a mudança de contrato de trabalho. Funcionários estão com medo porque no PJ há um contrato a cumprir. Ao mudar para CLT, a Globo pode demiti-los a qualquer momento.

Segundo Feltrin, há medo e insatisfação e alguns funcionários pediram licença tentando adiar a mudança na emissora. A crise está aí para todo mundo, inclusive para a maior emissora do Brasil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!