in

Prefeito toma atitude contra goleiro Bruno ao saber que viria jogar em sua cidade

Foto: Marcelo Rodrigues / EPTV

O goleiro Bruno passou a cumprir pena em regime semiaberto e pode trabalhar durante o dia. Recentemente, ele reapareceu no futebol brasileiro, em alguns clubes pequenos.

Publicidade

Com popularidade em baixa, o goleiro ainda consegue chamar a atenção de clubes que querem certa relevância no cenário nacional. O time Barbalha, do Ceará, havia acertado salários com Bruno e quase o atleta estrearia pelo clube.

Antes disso, o defensor também foi sondado pelo clube carioca Madureira. Bruno foi ídolo do Flamengo, mas perdeu o posto ao ser condenado pelo assassinato de sua ex-amante, Elisa Samúdio.

Publicidade

O que impediu Bruno de jogar pelo Barbalha foi uma atitude do prefeito da cidade, Argemiro Sampaio Neto. O governante é patrocinador do clube e ficou sabendo que o goleiro estava na cidade para fechar negócio com o clube cearense.

Publicidade

O prefeito Agermiro não teria gostado nada disso e repudiou o goleiro Bruno, exigindo que o time não o contratasse. A diretoria do Barbalha teria obedecido a ordem de seu patrocinador e também prefeito da cidade.

Publicidade

Com um pré-contrato assinado, Bruno teve que deixar o clube antes da negociação ser oficializada. O prefeito da cidade é patrocinador do clube desde 2017.

Vale ressaltar que Bruno mora em Varginha-MG e cumpre pena por lá, no regime semiaberto. A negociação com o Barbalha não havia sido concluída, porque ainda dependia de uma autorização, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, para que assim o goleiro pudesse sair da cidade para jogar no estado do Ceará. O time cearense tem vaga garantida na Copa do Brasil.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com