in

Braço direito de Silvio, Liminha descobre doença rara e comove: ‘Estou lutando pela vida’

SBT / Reprodução

O fiel escudeiro de Silvio Santos, Liminha, está vivendo um momento difícil em sua vida. Isso porque ele descobriu no ano passado uma doença grave e rara, a paralisia de Bell. Essa enfermidade afeta diretamente os músculos do rosto. Por isso, a feição de Liminha está um pouco torta. Em 2018, o rosto do famoso estava mais afetado e ele chegou a chorar ao vivo durante o Teleton.  

Publicidade

Nesta semana, em entrevista ao site da Revista Quem, o contratado do SBT foi sincero e comoveu ao falar sobre o problema. Liminha revelou, por exemplo, que sua recuperação está relacionada diretamente ligada à sua esposa. Fernanda Fiuza. De acordo com ele, a companheira teria largado a vida pessoal para cuidar dele. 

Liminha se comoveu ao comparar a sua esposa com um anjo da guarda. O famoso também revelou que está lutando para conseguir viver e que essa luta é diária, tendo a ajuda de alguns especialistas na área da saúde.

Publicidade

“Faço fisioterapia e também laser no rosto. Tenho muita gratidão à vida. Tudo depende de paciência, esperança e da família. Meu trabalho também é minha família e muito importante na minha vida”, explicou o famoso em entrevista. 

Publicidade

Vale lembrar que em 2018, logo após ser internado, Liminha e os médicos suspeitavam que o assistente de palco de Silvio Santos, na verdade, estava com um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Na época, ele chegou a usar uma rede social para falar seu real estado de saúde. “Sete dias depois do susto. Com a dicção defasada, mas vejo evolução. Na luta… Vamos embora que sabemos que pode ser reversível esse quadro, desistir jamais. Bom dia, amigos seguidores”, escreveu, como lembrou o site Natelinha em matéria publicada nesta terça-feira, 29 de outubro. 

Publicidade
Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.