in

Menino de 7 anos ganha direito de mudar de gênero contra vontade do pai

Fotomontagem: Bruno Avila / Bebêmamãe

Um caso muito curioso está acontecendo nos Estados Unidos da América, no estado do Texas. Jeffrey Younger e Anne Georgulas decidiram se separar há algum tempo. O casal teve filhos gêmeos, James e Jude.

Publicidade

As crianças têm sete anos e uma delas, James, quer realizar uma transição de gênero. No EUA, caso permitido pela Justiça, crianças podem começar a tomar hormônios de acordo com o gênero desejado.

James quer se transformar em uma menina chamada Luna. A mãe da criança apoiou a transição do jovem, mas o pai, separado dela, não concorda com a ideia e repudia totalmente que isso aconteça.

Publicidade

O tratamento hormonal evita que o jovem, que deseja transicionar, entre na puberdade, quando acontecerá diversas mudanças em seu corpo e características masculinas irão aparecer com muita facilidade.

Publicidade

Pai entra na Justiça

Revoltado, Jeffrey entrou com uma medida judicial para tomar a guarda dos gêmeos e impedir que o tratamento de transição de gênero comece a ser efetuado no garoto.

Publicidade

Contudo, o júri decidiu que o pai das crianças não terá a guarda, pois esta continuará com a mãe, Anne; e também determinou que a criança possa começar o tratamento hormonal, mesmo contra a vontade do pai.

Os critérios utilizados para que o juiz chegue a tal decisão é, primeiramente, de analisar se o garoto sofre de problemas depressivos, ansiedades ou quaisquer problemas psicológicos que possam ter feito ele criar esta ideia.

O júri analisou que o garoto tem condições de sanidade mental totalmente estáveis e, portanto, não há nada que o impeça de começar a transição.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com