in

Caso Raíssa: enterro da menina autista é marcado por choro, comoção e família inconformada

Arquivo pessoal / Record TV

A morte da menina Raíssa Eloá Caparelli Dadona, de apenas nove anos, segue um mistério. A garota autista foi encontrada morta no Parque Anhanguera, zona norte da cidade de São Paulo, no domingo (29). Os detalhes chamam a atenção.

Publicidade

O enterro da menina autista foi marcado por forte comoção e muito choro. Familiares e amigos ainda não compreendem muito bem o que aconteceu e não se conformam com a versão apresentada até o momento.

A versão oficial, investigada pela polícia, é a de que um menino de 12 anos, que aparece segurando a mão de Raíssa em imagens de câmeras de segurança da região do crime, seria o autor do assassinato.

Publicidade

O garoto teria confessado a morte, mas, de acordo com informações da Record TV, os familiares de Raíssa não se conformam com as primeiras versões da morte da menina de apenas nove anos.

Publicidade

O menino de 12 anos que teria confessado o crime apontou o local do ocorrido para a polícia, que encontrou o corpo. O enterro de Raíssa, marcado por forte comoção, ocorreu no Cemitério Municipal de Perus, zona norte da capital.

Publicidade

As investigações continuam e a polícia quer saber se alguém ajudou o garoto que confessou o crime. Raíssa estava em uma festa no CEU Anhanguera quando desapareceu. Ela estava com a mãe e o irmão.

A mãe deixou a menina no pula-pula para pegar pipoca e quando retornou não encontrou a filha. Horas depois, o corpo foi achado no parque. Ainda nesta terça, o garoto de 12 anos que confessou o crime vai depor novamente à polícia.

Os policiais querem saber se ele foi mesmo quem matou a menina e não havia uma terceira pessoa na cena do crime.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!