in

Faxineira afirma que hóspede disse para filha estudar para não ficar como ela; post viralizou

Divulgação: G1

Uma jovem universitária afirma ter sido vítima de preconceito no próprio ambiente de trabalho. A estudante de letras, Adriele Coelho Rodrigues, de 20 anos, trabalha como faxineira em um hotel na cidade de Cuiabá, capital do Mato Grosso (MT).
De acordo com a jovem, o fato inusitado aconteceu no último domingo (22). 

Publicidade

A estudante relatou o caso nas redes sociais e logo seu post se tornou viral. Segundo a jovem, ela estava fazendo seu trabalho como de costume quando, de repente, passou do seu lado um homem e sua filha. Foi então que ele disse para a filha estudar muito ou caso contrário, ela seria uma faxineira como Adriele. 

Em uma entrevista para o site G1, a jovem relatou que respondeu o hóspede de maneira delicada, pois estava com medo de perder o emprego.

Publicidade

Senhor, eu estou limpando o chão para pagar meus estudos. Por mais indignada que eu estivesse, estava no meu local e horário de trabalho. Não poderia perder meu emprego“, disse a estudante.

Publicidade

A universitária afirmou que o homem e a filha ouviram, mas não disseram nada .
Adriele mora na capital do MT sozinha, enquanto seus pais moram na cidade de Nova Mutum. Ela trabalha para poder pagar aluguel e suas despesas pessoais. 

Publicidade

História de vida

A estudante afirmou que nunca teve vergonha de trabalhar e que conseguiu seu primeiro emprego de carteira assinada com apenas 16 anos.
Por fim, a jovem estudante que escreve poemas desde os 14 anos sonha em ser professora. 

Meus amigos sempre me dizem para publicar meus textos. Eles acham que minhas palavras passam boas sensações e que as minhas poesias são legais, mas eu ainda não sei“, finalizou a garota.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.