in

Polícia encurrala Flordelis e encontra supostas provas da morte do pastor: ‘Foi ela?’

Reprodução: G1

A deputada federal Flordelis, do Rio de Janeiro, está sendo “encurralada” pelas autoridades. É o que mostra uma matéria do portal de notícias G1 publicada nesta terça-feira, 17 de setembro. Polícias da Divisão de Homicídios estiveram em endereços ligados à deputada no Rio de Janeiro. 

Publicidade

De acordo com a reportagem do portal de notícias da Globo, inclusive, a equipe de agentes da lei teria recolhido computadores e celulares ligados à Flordelis. Nas redes sociais, a nova tratativa que envolve o assassinato do pastor Anderson do Carmo acabou tendo grande repercussão nas redes sociais.

Foi ela? A polícia tem feito um trabalho ostensivo vasculando tudo mesmo”, disse um dos internautas ao  falar sobre o tema.  

Publicidade

Além de Flordelis, foram apreendidos equipamentos de filhos ligados à deputada. A cantora e pastora evangélica é uma das muitas suspeitas pelo crime, que aconteceu na casa do casal, em Niterói. 

Publicidade

Ao todo, o casal tinha 55 filhos, a maioria adotivos.  A principal suspeita da polícia nessa etapa da investigação é que Anderson foi morto por motivos financeiros, além de desavenças sobre a gestão patrimonial da família. 

Publicidade

Durante depoimentos, inclusive, várias figuras demonstraram interesse pelo falecimento do pastor, que é visto nas conversas com a polícia como um homem controlador. Um dos filhos da deputada chegou a acusar a mãe e algumas irmãs de tentar envenenar o pai, pois elas colocariam um remédio na comida dele. Já outros depoimentos acusam familiares de nem tentarem socorrer Anderson, após ele ser atingido pelos tiros.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.