in

Mãe de pastor assassinado mostra carta na manga e o que faz pode colocar Flordelis na cadeia

O DIA / Veja

Um dos casos que mais chamou a atenção da mídia em todo o país foi o assassinato do pastor Anderson do Carmo. Ele foi morto enquanto chegava à sua casa, na cidade de Niterói. Nessa quarta-feira, 11 de setembro, o caso ganhou um novo capítulo. Isso porque a mãe do pastor, Maria Edna, será assistente de acusação contra a deputada federal, Flordelis. A informação foi confirmada pelo jornal carioca O Dia. 

Publicidade

Além da mãe de Anderson do Carmo, a juíza Neris dos Santos Carvalho, da 3ª Vara Criminal de Niterói, autorizou que Michelle de Carmo, irmã do religioso, atue nessa função. Dessa forma, a deputada federal pode se ver encrencada, já que terá contra ela duas figuras importantes na vida do pastor. 

Na semana que vem, completa-se três meses do assassinato do religioso. Até o momento, a polícia civil trabalha com uma variedade enorme de suspeitos, incluindo a cantora e deputada federal. Flordelis, inclusive, foi procurada nessa semana por oficiais de justiça, afim de ser notificada sobre a necessidade da sua participação na reconstituição do crime.  

Publicidade

A deputada e alguns filhos do pastor serão colocados à prova na cena do crime. O principal objetivo é verificar se não existem incongruências entre os depoimentos que os suspeitos deram, e o que realmente teria acontecido na fatídica noite em que Anderson do Carmo foi morto. 

Publicidade

Dois filhos do casal, Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cezar dos Santos de Souza, estão presos pelo crime.  Ambos confessaram participar na morte de Anderson. No entanto, outros filhos de Flordelis dizem que ela é quem teria arquitetado tudo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.