in

Harry Potter é proibido em escola após reverendo dizer que feitiços do filme são reais

Warner Bros

A saga Harry Potter já chegou ao fim, mas as consequências da coleção de filmes e livros do jovem bruxo continuam dando o que falar. Dessa vez não são produtos ou fãs que acreditam serem bruxos de verdade que ganharam destaque na mídia, mas sim o fato de exorcistas de Nashville, nos Estados Unidos, afirmarem que os feições e maldições descritos nos livros de harry, são todos reais e funcionam.

Publicidade

Dan Reehil, um reverendo do estado norte-americano, contatou exorcistas de Roma e dos Estados Unidos, para falar sobre o assunto. Eles recomendaram que todos os livros do bruxo fossem retirados da St. Edward Catholic School, no Tennessee, para evitar que espíritos sejam invocados pelos alunos.

A imprensa local obteve um e-mail do reverendo que afirmou que se uma pessoa ler os feitiços e maldições do livro, podem invocar os espíritos ruins sem perceber.

Publicidade

Essa não é a primeira vez que os livros de Harry Potter são proibidos no mundo. Várias escolas dos Estados Unidos e do Reino Unido já aboliram os best sellers, sob o argumento de que as obras promovem a magia negra e os valores satânicos.

Publicidade

Para quem nunca leu ou assistiu a um livro da saga, Harry Potter é um menino bruxo que desde criança luta contra as forças do bruxo Valdemort. Ele também faz várias magias na história e não faltam situações um pouco atormentadoras para os leitores mais sensíveis em cada página. Como por exemplo, a destruição de almas como punição por algo errado, a segregação, racismo e escravidão contra elfos, além de que as pessoas que não eram bruxas, eram chamadas de trouxas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades