in

Leonardo DiCaprio doa R$ 20 milhões para combater incêndios e desmatamentos na Amazônia

Conexão Planeta

Já faz décadas que estudantes e pessoas mais velhas ouvem dizer que a Amazônia é o pulmão do mundo. Não é para menos. Se trata da região com mais espécies de fauna e flora do mundo, além de possuir parte significativa da água potável do planeta.

Publicidade

As queimadas clandestinas na Amazônia sempre existiram, e foram aumentando gradativamente ao longo dos anos devido a fiscalização escassa na região, entretanto, logo após o presidente da República tomar algumas decisões que afetam o meio ambiente e fazer declarações sobre o tema, as queimadas aumentaram consideravelmente.

Segundo o presidente, as queimadas seriam culpa de ONGs de proteção ambiental. Ao ser questionado sobre as provas para tal acusação, o político não soube responder. Independentemente das medidas internas para combate ao desmatamento e controle do fogo da região, o fato chamou atenção do mundo, com presidenciáveis oferecendo ajuda e clamando por uma solução.

Publicidade

O mesmo valeu para celebridades. O ator Leonardo Dicaprio, que também é ativista do meio ambiente, anunciou a doação de 5 milhões de dólares (cerca de R$20 milhões), para o Fundo Floresta Amazônica, importante órgão que visa combater incêndios e o desmatamento ilegal na região, além de proteger a fauna e flora local. O Fundo auxilia ONGs que atuam com a causa ambiental.

Publicidade

O anúncio oficial da doação foi feito pela fundação de Leonardo, a Earth Alliance. O ator também usou o Instagram para pedir que seus seguidores e fãs ajudem a Amazônia com doações. Vale lembrar que uma semana antes da doação, logo quando explodiu no mundo a notícia de que de janeiro a agosto houve um aumento avassalador do desmatamento ilegal na Amazônia, Leonardo fez uma publicação criticando Jair Bolsonaro por sua conduta diante da preservação ambiental.

Publicidade

A região Amazônica engloba vários países, sendo eles Equador, Brasil, Bolívia, Colômbia, Venezuela e Peru, mas o Brasil, por possuir a maior parte da região, também tem saldo negativo maior no quesito desmatamento: São mais de 5 milhões de metros quadrados de destruição.

Para se ter uma noção da gravidade do problema caso o desmatamento não seja contido, o território da Amazônia, caso fosse um país, seria o sexto maior do mundo. Esse mesmo território está em perigo e pode se tornar apenas um ambiente desértico se as queimadas não forem contidas. A destruição da fauna e da flora na Amazônia não afeta apenas comunidades indígenas e moradores de regiões próximas, mas afeta também pessoas a longa distância, como foi o caso do dia em que uma fumaça preta escureceu o céu de São Paulo por volta das 15h, enquanto a mata era queimada no norte do país.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades