in

Setembro Amarelo: jovem carioca cria aplicativo para prevenir o suicídio

Razões Para Acreditar

O mês de setembro chegou, e este mês é muito mais do que o início da primavera. Setembro é conhecido como Setembro Amarelo, mês oficial de combate a suicídio, prática geralmente decorrente de um processo depressivo, sendo que a depressão tem se tornado uma das doenças mais incapacitantes do mundo, de acordo com divulgação da OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Publicidade

Pensando em conscientizar as pessoas a entenderem o que leva alguém a pensar ou cometer o suicídio, a jovem Aline Bezzoco, do Rio de Janeiro, desenvolveu o aplicativo intitulado, “Tá Tudo Bem?”.

O aplicativo foi desenvolvido em 2017, mas com o passar do tempo, Aline conversou com uma psicóloga e começo a adaptar o programa para ajudar as pessoas que estão em um processo depressivo. Agora quem baixar o aplicativo possui várias opções de funções, sendo elas:

Publicidade

Conversar via chat: neste caso a pessoa será imediatamente transferida para uma chamada no CVV (Centro de Valorização da Vida).

Publicidade

Contato de emergência: a pessoa pode cadastrar um contato de sua confiança, e caso fique muito mal e precise falar com alguém, basta clicar nessa opção para que uma mensagem de texto seja enviada ao contato de confiança.

Publicidade

Respire: uma opção para a pessoa em desespero tentar se acalmar. Tem inclusive a possibilidade de clicar no play para ouvir músicas para relaxar.

Diário de Gratidão: nessa opção o usuário pode escrever diariamente as coisas boas que lhe aconteceu, seja naquele dia ou na vida, assim, ele pode ler depois e se dar conta que não são só coisas ruins que lhe acontecem e que pode sim ser feliz e realizado, mas para isso precisa acreditar em si mesmo.

Mitos sobre o suicídio: aqui os usuários podem ver várias perguntas e respostas sobre o que é o suicídio e como ele deve ser abordado.

Razões para viver: aqui o usuário insere todas as razões pelas quais vale a pena viver. É possível criar a própria lista e consultá-la sempre que desejar.

Como ajudar: auxilia quem tem interesse em ajudar potenciais suicidas a reconhecê-los e abordá-los da melhor forma possível.

A criadora do app ressalta que apesar do intuito de ajudar as pessoas, ele não substitui a ajuda de um psicólogo. Os interessados podem baixá-lo gratuitamente pelo Google Store clicando aqui e em breve estará no App Store, após Aline conseguir pagar um ano de disponibilização do app para iOs, graças a uma vaquinha coletiva.

Aline é muito mais do que uma programadora de aplicativo para celular. A carioca tem um projeto pessoal, chamado The Black Women History, que visa mapear todas as mulheres negras importantes da história do Brasil e do mundo. Também é voluntária e mentora do WomakersCode RJ, que capacidade mulheres para trabalharem na área de tecnologia, que é majoritariamente ocupada por homens.

A depressão é um transtorno que pode levar uma pessoa a cometer suicídio. Felizmente, é uma doença que pode ser tratada. O CVV (Centro de Valorização da Vida) faz um trabalho de prevenção através do número 188 e através do site www.cvv.org.br.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades