in

Mercado da Bola: São Paulo quer atacante estrangeiro como primeiro reforço para 2020; veja

Gazeta de Piracicaba

O São Paulo já começa a dar os primeiros passos para a temporada 2020. O clube que se reforçou bastante para esta temporada, deixou a desejar em diversas competições, já que foi vice no Campeonato Paulista, e eliminado na pré-Libertadores e na Copa do Brasil. Logo, o tricolor paulista foca toda sua força para seguir firme no Campeonato Brasileiro, já que é um dos postulantes ao título.

Publicidade

Estrangeiro na mira

A missão do São Paulo será manter as peças chaves para o ano que vem e reforçar a equipe para que o clube volte a ganhar títulos, fato que não ocorre desde 2012, quando o São Paulo venceu a Copa Sul-Americana.

O São Paulo está de olho no atacante colombiano Santiago Patiño, que joga atualmente no Orlando City. O jogador entrou no radar do time paulista e os dirigentes já se movimentam para fazer com que a negociação concretize. O diretor de futebol do São Paulo, Raí, irá fazer uma proposta para o Orlando City para poder contar com o jogador a partir de janeiro de 2020, segundo disse o jornalista da ESPN, Jorge Nicola.

Publicidade

Publicidade

Trajetória do jogador

Santiago Patiño nasceu em Medelín, na Colômbia, porém, aos 12 anos de idade o atleta se mudou para Orlando, Flórida, nos Estados Unidos. No país americano, Santiago Patiño começou a jogar futebol universitário na Universidade Internacional da Flórida no período de 2015 até 2018. Como os EUA adotam o modelo de Draft (processo de alocação de jogadores em times de uma liga esportiva profissional), o jogador foi a terceira escolha do Orlando City.

Publicidade

No clube americano, Santiago Patiño disputou 9 jogos e marcou 2 gols. Sua excelentes exibições foram reconhecidas, pois o atleta foi convocado para a Seleção da Colômbia  Sub-23. Em março de 2019, Santiago Patiño estreou pelo time principal do Orlando City e a direção do clube americano disse que não dificultará na negociação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Fernando Goulart

Sou estudante de Direito e um apaixonado por escrever.