in

Maníaco da carona é suspeito de matar amiga de 15 anos da filha e detalhes chocam

Arquivo pessoal Carolina / Polícia Civil

A adolescente Carolina Macedo dos Santos, de 15 anos, foi encontrada morta no Lago Paranoá, em maio de 2018. O corpo foi achado com sinais de estrangulamento, mas depois de um tempo o caso foi arquivado pela Polícia Civil.

Publicidade

Na última semana, com a prisão do cozinheiro desempregado Marinésio dos Santos Olinto, de 41 anos, que confessou ter matado a advogada Letícia Curado, de 26, e a auxiliar de cozinha Genir Pereir de Souza, de 47, o caso da morte de Carolina foi reaberto.

Para o delegado Éder Chanerski, da 10ª Delegacia de Polícia, no Lago Sul, surgiram indícios fortes de que Carolina tenha sido vítima de Marinésio. A polícia investiga o caso.

Publicidade

A família de Carolina mora ao lado da casa onde a família de Marinésio morava. A adolescente e a filha do maníaco, de 16 anos, eram amigas. Marinésio costumava dar carona para a amiga da filha.

Publicidade

Carolina saiu de casa dizendo que tinha um encontro com alguém que conheceu pela internet. No ponto, após se despedir de três amigas, ela pode ter recebido a carona de Marinésio. “Tudo indica que ela foi mais uma vítima dele. Mas, somente as investigações vão dizer”, comentou delegado.

Publicidade

O corpo foi encontrado três dias depois, já em estado avançado de decomposição. A investigação foi encerrada sem solução e agora, mais de um ano depois, há a expectativa de que a polícia chegue ao autor do crime, se for mesmo Marinésio.

Desde que ele foi preso, algumas mulheres procuraram a delegacia para falar que foram vítimas de violência sexual no Distrito Federal. A polícia trata Marinésio como serial killer.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!