in

Lancha vira com turistas e chefe de cozinha morre no mar

Polícia Ambiental/Divulgação

Na tarde da última quarta-feira, 28 de agosto, uma lancha naufragou na costa de Cananeia, no litoral sul de São Paulo, ao ser atingida por uma onda alta, fazendo com que as quatro pessoas presentes no barco, o piloto e três turistas, fossem arremessadas ao mar.

Publicidade

Após duas horas do acidente, o piloto e dois turistas foram resgatados, mas infelizmente, a última vítima, Kátia Gazel Lenti, foi retirada do mar, já sem sinais de vida. O primeiro a ser salvo pela Companhia Marítima da Polícia Militar Ambiental, foi o piloto de 36 anos, em seguida, um empresário de 53, um comerciante de 55, e então a chefe de cozinha, Kátia.

Os três sobreviventes foram liberados sem ferimentos, após serem examinados em hospital da região, enquanto o corpo da cozinheira foi para perícia no IML (Instituto Médico Legal). Além dessa perícia, uma equipe de peritos foi enviada para apurar as causas do acidente, que por enquanto está em inquérito, registrado como homicídio culposo.

Publicidade

Na investigação do caso, está presente a Marinha do Brasil e a Polícia Civil local, que afirmou a nacionalidade dos três turistas, que eram do interior de São Paulo, Sorocaba, e faziam um passeio de barco entre as ilhas Comprida e Cardoso. 

Publicidade

A chefe de cozinha, conhecida como Kátia Baiana, era referência nos pratos da cozinha baiana, e contava que desde os dez anos de idade, praticava com a avó, que era originalmente da Bahia. Seu prato mais famoso, era o acarajé que vendeu por oito anos em sua barraca no Ceagesp, em Sorocaba.

Publicidade
  •   Foto: Buffet Katia Baiana

Além disso, durante anos, ela também comandou um restaurante especializado em pratos típicos baianos, em Curitiba, mas atualmente, seu negócio de sucesso era um buffet gastronômico, em Sorocaba.

Publicidade
Publicidade
Publicidade