in

Caso Letícia: família de suposto assassino sofre duras consequências e tem ameaça de casa incendiada

Divulgação Polícia Civil

Os supostos crimes cometidos pelo cozinheiro Marinésio dos Santos Olinto, de 41 anos, no Distrito Federal, estão repercutindo em todo o Brasil. Ele teria confessado o assassinato de Letícia Curado, de 26 anos. O corpo da funcionária do MEC foi encontrado na segunda-feira.

Publicidade

O homem teria confessado mais um crime, o da auxiliar de cozinha Genir Souza, de 47 anos. Os crimes não parariam por aí e há, pelo menos, outras nove denúncias envolvendo o nome de Marinésio sendo apuradas.

A família do cozinheiro desempregado está passando por maus momentos após a divulgação dos crimes. A esposa de Marinésio concedeu entrevista. “Estamos tentando preservar as nossas vidas. As pessoas precisam entender que não temos culpa e que estamos sofrendo muito”, afirmou a mulher.

Publicidade

A família nega que soubesse das ações de Marinésio. Segundo a filha dele, o pai era uma pessoa boa e tranquila. Ela disse ainda que está sofrendo com a ausência dele e com a forma como estão sendo tratadas. A jovem destacou que o pai era totalmente diferente com a família.

Publicidade

Esposa e filha de Marinésio mudaram da casa onde moravam. Vizinhos teriam dito à reportagem do Correio Braziliense que elas sofreram ameaças de moradores da região e deixaram a casa.

Publicidade

Entre as ameaças recebidas pelo WhatsApp estavam a da casa incendiada. Temendo pelo pior, a mulher decidiu ir embora com a filha. O transporte dos móveis foi feito na noite de terça-feira (28).

A polícia do Distrito Federal segue investigando os passos de Marinésio antes de ele ser preso. Há denúncias formais de outros crimes cometidos por ele.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!