in

Por R$ 27 milhões, Corinthians define situação do volante Ramiro

Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Antes criticado por se desfazer rapidamente dos seus jogadores, o Corinthians começou a dificultar algumas saídas, principalmente pelo motivo do clube estar no meio da temporada. Desta vez, que tem saída cogitada é o volante Ramiro, que chegou ao Timão a pedido de Fábio Carille.

Publicidade

Mesmo sendo querido pelo treinador, Ramiro não está demostrando um bom futebol, ficando no banco de reservas. Sendo assim, era esperado que o volante fosse negociado pelo clube paulista com o surgimento de alguma equipe interessada em contratá-lo.

Mesmo com Ramiro em baixa, a diretoria do Corinthians não pretende se desfazer do atleta tão facilmente. Segundo as informações divulgadas pelo Blog do Perrone, o clube paulista não quer negociá-lo por um valor baixo. O alvinegro paulista nega a possibilidade de vendê-lo por cerca de R$ 27 milhões.

Publicidade

Essa informação foi revelada logo após o surgimento de uma equipe interessada em tirar o volante do Corinthians. No entanto, o nome do clube que poderia realizar essa proposta de forma oficial não veio à tona, deixando em aberto a possibilidade de ser um time da Europa.

Publicidade

Sabendo dessa sondagem milionária, o Corinthians tratou logo de colocar um fim nisso, descartando totalmente a chance de negociar a saída de Ramiro pelo montante informado. Desta forma, ficou nítido que a intenção do Timão é utilizá-lo no decorrer da temporada.

Publicidade

Aos 26 anos, Ramiro chegou ao Corinthians após se destacar com a camisa do Grêmio. A diretoria do Timão não precisou fazer um alto investimento, já que o jogador deixou o clube gaúcho de forma amigável, ou seja, sem um vínculo contratual com a equipe.

Devido às várias opções do técnico Fábio Carille em seu elenco, Ramiro está no banco de reservas, mas vem sendo acionado constantemente pelo treinador alvinegro no decorrer desta temporada.

Publicidade

Escrito por Vinicius Araújo

Redator i7 Network - Notícias do mundo do futebol.