in

Diretor da Globo é acusado de dar rombo de milhões de reais nos cofres públicos

Foto/Reprodução: TV Globo

Ultimamente, as brigas entre integrantes do governo e da Globo estão cada vez mais frequentes. Nessa quarta-feira, 28  de agosto, por exemplo, o site Notícias da TV trouxe uma denúncia importante envolvendo um nome do Grupo Globo. Diretor de Regulação do Grupo Globo e ex-consultor jurídico do Ministério das Comunicações, o advogado Marcelo Bechara, está sendo acusado de lesar os cofres público. 

Publicidade

Ele ocupava um cargo importante do Ministério das comunicações e foi demitido dele, após ser acusado de usar irregularmente R$ 3,6 milhões. Uma das acusações, por exemplo, envolve, o favorecimento da Fundação Getúlio Vargas, FGV, que teria ganho uma licitação sem ter feito qualquer tipo de concorrência. 

Um dos princípios do poder público é praticar o bom uso do dinheiro dos contribuintes. Por isso, gastos altos costumam ter as licitações por concorrência. Apenas em emergências e com gastos mais baixos, no geral, é que esse tipo de ação é dispensada. Essa é uma forma também de dar mais transparência às ações. 

Publicidade

O diretor do Grupo Globo trabalhou, especialmente durante o governo Lula, entre os anos de 2005 e 2011. No entanto, a decisão da sua demissão foi publicada apenas agora, durante o governo Bolsonaro, quando as investigações sobre suas ações foram mais a frente. 

Publicidade

De acordo com o Notícias da TV, o parecer da Advocacia Geral da União, a AGU, acusa a FGV de cobrar por serviços “que efetivamente não prestou”, como a criação de um site oficial da Confecom. Teriam sido pagos erroneamente à instituição de ensino e pesquisa um total de R$ 2.880.000.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.