in

Numerologia diz que pessoas que nasceram nessas datas são especiais

Astrocentro

A numerologia é bastante conhecida no mundo. Trata-se de uma pseudociência responsável pelo estudo dos números. Através dessa ciência, os estudiosos descobrem como os números podem influenciar a vida de uma pessoa. 

Publicidade

De acordo com os estudiosos dessa área, se uma análise dos números for feita, é possível perceber a força com que os numerações influenciam o cotidiano de uma pessoa, assim como a espiritualidade, o intelecto e até mesmo a personalidade de alguém. Apesar de ser um meio de autoconhecimento, muitos se assustam com a quantidade de coisas que são semelhantes com sua personalidade.

Apesar de muitos não acreditarem no poder dos números, uma análise feita por numerólogos aponta que pessoas representadas pelo número 8 apresentam, segundo o seu mapa numerológico, a tendência de ser muito objetivas e conseguem conquistar muitos bens materiais, além de alcançarem altos cargos. Essa premissa foi apontada pelo filósofo e matemático Pitágoras em 600 a.C.  

Publicidade

Calendário Gregoriano

A maioria dos países utiliza o calendário gregoriano para se guiar com o passar dos anos. Esse calendário tem origem europeia e, segundo estudiosos, ele aparentemente possui algumas datas denominadas como especiais.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Sendo assim, as pessoas que nascem nesses dias ditos como especiais, nascem com o propósito de fazer algo específico, é como se ela tivesse nascido para que algo novo acontecesse devido a um toque cósmico. O nascimento dessas pessoas especiais se dá em datas em que acontecem repetições de dois números, por exemplo 11/11 (onze de novembro), 08/08 (oito de agosto) e assim por diante.

Publicidade

Saiba porque pessoas nascidas nessas datas são especiais

As pessoas especiais, segundo Roberto Macchado nasceram com um alinhamento numérico perfeito e vieram ao mundo para promover mudanças. No entanto, isso ainda não possui uma comprovação científica. A Abran (Associação Brasileira de Numerologia), confirma que seus estudos são verdadeiros. “O povo especial representa 10% de toda a população. São pessoas com um desafio para a vida, são fora dos padrões comportamentais da sociedade. Geralmente são discriminados e acabam passando por esse processo de discriminação por serem diferentes”, contou o presidente Macchado.

Publicidade

Escrito por Tati Jesus

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.