in

A terrível morte de atriz expulsa pela Globo; avião explodiu de maneira misteriosa

Arte / Fernando

Algumas histórias ficam conhecidas por serem realmente assustadoras. Na década de 1970, por exemplo, um atriz que fez parte da Globo acabou chocando todo o país. Muito famosa pela beleza, Leila Diniz fazia trabalhos na emissora e foi protagonista de alguns filmes.

Publicidade

No entanto, Leila Diniz era uma mulher muito à frente do seu tempo e dava entrevistas bombásticas. Uma das mais chamativas de todos os tempos foi dada na década de 1960, quando Leila Diniz falou com o jornal Pasquim, do Rio de Janeiro. A entrevista teve mais de 70 palavrões e, no conteúdo, a famosa falava sobre relações íntimas, opiniões fortes, além de comentários vistos como absurdos para os conversadores.

O jornal foi obrigado a trocar todos os palavrões por asterísticos, mas ainda assim o conteúdo repercutiu, dando início à censura para jornalistas na época. O caso ficou conhecido como “Decreto Leila Diniz”.  A TV Globo não podia muito o que fazer. Vendo que o governo era gerido por militares, o canal seguiu a linha conservadorista e desligou a atriz do seu quadro de funcionários.

Publicidade

Em 1972, a musa brasileira foi fazer uma viagem à Índia, mas não voltou viva de lá. Isso porque uma misteriosa explosão atingiu a aeronave em que ela estava, quando já voltava ao Brasil.

Publicidade

O jornal O GLOBO publicou a notícia da morte da atriz em sua primeira página. “Ipanema chorou: Leila estava mesmo no avião”, era o título da chamada prinicipal, acima da manchete do jornal. O texto informava que, na véspera, um domingo, os amigos de Leila ainda rezaram de manhã para que a notícia fosse desmentida, mas ao meio-dia foi confirmada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.