in

Suposta carta psicografada dos Mamonas Assassinas traz revelações 23 anos após tragédia

Fotomontagem: G1 / Fernando

Um dos grupos mais queridos da música brasileira foram os Mamonas Assassinas. O sucesso do grupo foi praticamente instantâneo no ano de 1994. Dois anos depois, infelizmente, Dinho e sua trupe foram alvo de um grave acidente de avião. Nenhum dos membros da banda resistiu. 

Publicidade

Desde 2016, no entanto, circula uma carta atribuída a Dinho, vocalista dos Mamonas Assassinas. 23 anos após a tragédia que tirou a vida do grupo, o texto voltou à tona. O texto começa com quem seria Dinho pedindo aos fãs e familiares que não esperem por ele. Em seguida, a suposta carta revela que a morte do grupo foi algo necessário. 

Do contrário, de acordo com o texto, o grupo sequer teria entrado no avião. Na época da morte dos Mamonas Assassinas, surgiram notícias de que os cantores teriam sofrido uma espécie de premonição antes de embarcarem para o voo da morte. O fato, é claro, é difícil de comprovar se isso realmente ocorreu. 

Publicidade

O texto atribuído a Dinho diz ainda que sua vida na terra foi muito boa. Ele fala que no céu está tendo a oportunidade de cantar e mostrar o seu talento. Em outro trecho, a carta atribuída ao líder dos Mamonas pede aos fãs que chorem de alegria, já que do céu eles continuam a se apresentarem. 

Publicidade

“A irreverência se é inocente não prejudica, pelo contrário, é benéfica à alma.
Obrigado. Muito feliz. Dinho”,
termina o texto que foi psicografado pelo médium Lino Zechetto em São Paulo. Vale lembrar que a tragédia deve grande repercussão na época e, até hoje, mesmo passado tantos anos, os fãs dos Mamonas continuam a existir. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.