in

Últimas palavras da última sobrevivente do Titanic são de causar arrepios

Para os Curiosos

Em 1912, uma fatalidade tirou a vida de centenas de pessoas. Trata-se do afundamento do navio RMS Titanic, que aconteceu no dia 15 de abril. Ele estava indo de Southampton, no Reino Unidos, para Nova York, nos Estados Unidos, quando se chocou contra um enorme iceberg no oceano atlântico.

Publicidade

A embarcação era bastante luxuosa e muitos chegaram a dizer que seria impossível afundar. Infelizmente, o Titanic não conseguir resistir à viagem de inauguração, que levava uma grande quantidade de pessoas, inclusive a pequena Milvina Dean, que foi a última, entre os 706 sobreviventes do acidente.

Ela havia entrado no navio junto com seu irmão e seus pais e desembarcaria no Kansas, onde sua família abriria um comércio depois de vender todos os seus pertences. A menina era a mais jovem passageira do Titanic, já que tinha apenas 2 meses de vida quando houve o naufrágio.

Publicidade

Milvina faleceu em 2009, aos 97 anos de idade em Hampshire, na Inglaterra. Ela esteve presente em diversos eventos relacionados ao Titanic, como convenções e exposições. Antes de falecer, a mulher disse suas últimas palavras, que podem ser entendidas como uma grande reflexão.

Publicidade

Milvina falou: “Não viva a vida com medo do que vai acontecer amanhã, desta maneira você só conseguirá viver assustado. Planos há longo prazo servem apenas para trabalhar e nunca aproveitar o que foi alcançado. O melhor que se tem a fazer é viver um dia após o outro, já que nunca se sabe quando será o último. A verdade sempre vem à tona e será reveladora para mudar o que já foi escrito sobre o Titanic”. 

Publicidade

A idosa precisou voltar para a Inglaterra depois do desastre, já que seu pai faleceu após o ocorrido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral. Pode entrar em contato comigo por meio do Instagram @paolla.evellyn