in

Polêmica: mãe diz que teria abortado a filha se soubesse que ela tem síndrome rara

Fotomontagem: Extra/Russel

Em 2014, Lindsey Shaw deu à luz uma menina, mas depois fez uma declaração polêmica, pois quando descobriu que a filha tinha uma síndrome rara, disse que se tivesse descoberto isto durante a gravidez, teria abortado a filha.

Publicidade

A menina tem a Síndrome de Aicardi e a mãe disse em uma entrevista ao The Gazette, que não pensaria duas vezes em optar pelo aborto se o resultado do exame de ultrassom tivesse revelado tudo.

“Eu teria interrompido minha gravidez, mas não porque ela tem uma deficiência, não porque eu não a amo, mas porque eu sabia que ela iria sofrer diariamente e não teria qualidade de vida”, afirmou a mãe.

Publicidade

De acordo com Lindsey Shaw, na 21ª semana de gravidez, ela fez um ultrassom, só que os médicos erraram no diagnóstico e nada de errado foi detectado com o bebê. Depois que a filha nasceu e a síndrome foi confirmada, a mãe decidiu processar o sistema público de saúde na Inglaterra.

Publicidade

Os médicos do Hospital James Cook foram convocados pela Justiça e tiveram que ir à Suprema Corte em Londres, mas garantiram que o ultrassom não mostrou nenhuma alteração no bebê. A britânica alega em seu processo que agora ela precisa do dinheiro da indenização para pagar todos os gastos que está tendo com a filha que não fala, não anda e é cega.

Publicidade

Lindsey Shaw disse que a ilha nem fica sentada porque não tem força no corpo, mas que a família tem feito de tudo para ajudá-la, mas é muito complicado. A criança precisa ser levada constantemente ao médico, fazer exames e acaba tendo várias convulsões.

A Síndrome de Aicardi é rara, mas já afeta cerca de 4 mil pessoas no mundo todo.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br