in

Caso Greenwald: prisões deixam até famílias chocadas e PF diz se jornalista irá pra cadeia

Foto/Reprodução: Veja

Nesta terça-feira (04) pessoas foram presas acusadas de hackear o celular do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. A prisão foi efetuada pela Polícia Federal, que investiga ainda se os presos teriam invadido os celulares de outras autoridades. As prisões dos suspeitos chocou até as famílias dos homens presos.

Publicidade

O jornal Folha de São Paulo, nesta quarta-feira, 24 de julho, revelou pelo menos o nome de um dos presos. Ele seria Gustavo Elias Santos, de 28 anos. A profissão oficial do rapaz era tocar em festas na cidade de Araraquara, no estado de São Paulo. Ele também já tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma. 

A mãe de Gustavo falou com a Folha e disse que acredita em um erro absurdo na investigação, pois seu filho não teria capacidade de ser um grande hacker. A mulher de Gustavo, Suelen, também está presa preventivamente pela operação que começou após o trabalho do jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil. 

Publicidade

De acordo com a polícia federal, Gleen não está na lista das possíveis prisões. De acordo com a Veja, a PF nega que ele esteja sendo investigado. Em uma rede social, o jornalista zombou as prisões e disse que a Polícia conseguia achar os hackers, mas não achava o Queiroz. 

Publicidade

“Foram consultadas as áreas técnicas deste órgão policial, a saber, a Corregedoria-Geral da Polícia Federal, a Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado, a Diretoria de Inteligência Policial e a Superintendência Regional da Polícia Federal no Paraná, restando evidenciado que não há inquérito policial instaurado com o objetivo de apurar a conduta do jornalista Glenn Greenwald”, disse a Polícia Federal sobre o caso. 

Publicidade
Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.