in

Bocejar em excesso pode ser sinal de doenças graves, saiba quais

Divulgação/cura pela natureza

Bocejar é um processo do corpo e até parece que é contagioso. Basta alguém bocejar na maioria das vezes, quem está perto acaba bocejando também. A verdade é que bocejar é um ato involuntário do organismo, no qual a boca se abre para inalar uma grande quantidade de ar. O corpo realiza a inspiração, o pulmão vai se expandindo, junto com os músculos do abdômen que também se flexionam, fazendo com que o coração tenha o ritmo aumentado. Os batimentos cardíacos podem chegar a aumentar até 30%.

Publicidade

O que muitas pessoas não sabem é que esse ato aparentemente inofensivo pode ser indicativo de alguma grave doença. De acordo com o Departamento de Medicina do Sono da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, bocejar constantemente pode estar ligado a distúrbios do sono.

Quando uma pessoa não consegue dormir direito, o corpo não repõe as energias de maneira adequada. Isso deixa o indivíduo se sentindo sonolento e cansado durante o dia, o que acaba ocasionando o bocejo.

Publicidade

A apneia e a insônia são os distúrbios do sono mais conhecidos pela população. No entanto doenças como depressão, ansiedade, problemas do coração, doenças respiratórias e até mesmo câncer de próstata, enfermidades que também atrapalham o sono.

Publicidade

Uma boa noite de sono é algo fundamental, sendo essencial para manter uma boa qualidade de vida. Por isso é importante ter atenção, caso você durma bem, mas continue bocejando de forma excessiva ao longo do dia, é bom procurar o auxílio de um profissional para fazer uma avaliação.

Publicidade

Vale ressaltar que remédios como sedativos, antialérgicos e antidepressivos que atuam no sistema nervoso, podem provocar sintomas como sonolência e consequentemente bocejos.

Publicidade
Publicidade