in

Coração de apresentador da Record falha e perda de Britto Jr. comove: ‘Vida é um sopro’

Arte / Fernando

A morte, certamente, é algo que mexe com qualquer um. Ainda que no fundo todos nós saibamos que um dia a hora da partida vá chegar, nem sempre é fácil aceitar quando ela realmente chega. Nessa semana, por exemplo, um grande nome da televisão acabou morrendo. 

Publicidade

Nesta quarta-feira, 10 de julho, a morte do jornalista Paulo Henrique Amorim chocou muita gente. Ele tinha 76 anos de idade e faleceu de problemas do coração.  A morte de Paulo acontece em um momento em que ele estava afastado das suas funções. Comandante por anos do Domingo Espetacular, nas últimas semanas, ele deixou o comando da atração. Segundo sites, ele havia sido afastado por criticar o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. 

Muitos famosos, no entanto, usaram as suas páginas na internet para demonstrar o choque e luto diante da perda. O autor Walcyr Carrasco, que escreve a novela A Dona do Pedaço, foi um deles. O global disse que deixava os seus sentimentos para os familiares do jornalista, que apesar de polêmico tem um longa história de contribuição para a comunicação do Brasil. Paulo passou por várias redações, sendo inclusive correspondente da TV Globo nos Estados Unidos. 

Publicidade

O apresentador Britto Junior, por exemplo, falou sobre o estilo único do comunicador da Record TV. Ele também lembrou da versatilidade do ex-colega de emissora. 

Publicidade

“A vida é um sopro? Por isso temos que curtir cada momento. Aprendi com os franceses o sentido do epicurismo: Ser feliz agora, parar de viver do futuro. Melhor SER do que TER”, disse o ator José de Abreu em sua página no Twitter. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.