in

Algumas coisas nojentas que você ingere diariamente

Guia do Estudante - Abril.com

Sabe-se que o hábito dos humanos tomarem leite após a infância surgiu durante a primeira revolução agrícola, que ocorreu por volta de dez mil anos atrás. Um dos  prováveis motivos de muitos seres humanos possuírem alergia ao leite e seus derivados é porque o nosso organismo não foi projetado para eles.

Publicidade

O Surgimento do Problema

A alta exigência de produção de leite para o mercado consumidor leva as indústrias leiteiras a forçar as vacas muito além do que elas suportam produzir. Logo, o leite acaba chegando juntamente com sangue e pus. Segundo informações da EMBRAPA, algumas vacas apresentam um problema conhecido como mastite (doença inflamatória nas glândulas mamárias). Aliada a um estresse excessivamente elevado, a inflamação expele as células somáticas (conhecido como pus) e o sangue no momento em que o leite passa pela mama do animal.

A Quantidade Permitida

Realizar a remoção das células somáticas do leite em sua fase final é um processo inviável. Devido a esse fato, foi adotado um critério utilizado em todo o mundo e reconhecido por entidades governamentais, empresas produtoras e empresas de distribuição do produto, conhecido como CCS (Contagem de Células Somáticas). Esse critério é utilizado para otimizar o monitoramento da mastite em rebanhos para averiguar a qualidade do leite que está sendo produzido. Na União Europeia, foi estabelecido o limite de 400.000 cel/ml. A Nação Brasileira adotou esse limite em mais do que o dobro do valor imposto pelos Europeus. Os brasileiros definiram o pus permitido em 1.000.000 cel/ml.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.