in

Vídeo jovem morta: enterro de Raíssa é cercado de emoção, mas detalhe gera revolta

TV Jornal / UOL / Fernando

Nesta quarta-feira, 26 de junho, um vídeo que mostra Raíssa Sotero, de 14 anos, sendo morta em uma praia da capital pernambucana, Recife, acabou viralizando. O dia em que o vídeo ficou conhecido em todo o país foi o mesmo em que houve o seu enterro. No local da despedida, muita tristeza e revolta. 

Publicidade

O pai da adolescente, que não teve o nome identificado, chegou ao local de cadeira de rodas. Ele falou brevemente ao UOL sobre a dor de perder a filha e contou que estava em uma espécie de lanchonete, quando viu pessoas assistindo a um vídeo. A curiosidade dele foi maior e não demorou muito, o pai de Raíssa também solicitou que visse as imagens. 

Já de cara, mesmo com a filha longe, o pai da adolescente garantiu que sentiu calafrios. Desesperado, ele pediu ao dono do aparelho que adiantasse as imagens. As pessoas que viam o vídeo ficaram sem entender, até que ele deu a chocante informação de que aquela menina poderia ser sua filha. 

Publicidade

Revolta por lei branda para menores de idade toma conta de enterro e das redes sociais

Também no enterro, como mostra uma matéria do TV Jornal, muitas pessoas ficaram revoltadas com um detalhe. As jovens que assassinaram Raíssa são menores e, por isso, só podem ficar em centros socioeducativos e por pouco tempo. Algumas pessoas solicitaram que os governantes modificassem as leis, afim de que em crimes bárbaros como esse a pena para os maiores de idade seja levada também aos menores. 

Publicidade

Algo parecido acontece em algumas regiões dos Estados Unidos, onde frequentemente até crianças são presas por cometerem crimes bárbaros. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.