in

Vazam mensagens assustadoras do caso Flordelis e polícia faz pergunta crucial à deputada

Fotomontagem: Veja / G1 / Fernando

Nesta quarta-feita, 26 de junho, novidades em torno da morte do pastor Anderson do Carmo foram reveladas pela Polícia Civil. De acordo com o jornal carioca Extra, o depoimento da deputada federal Flordelis teve cerca de dez horas de duração. A polícia estaria interessada em saber como era o relacionamento dela com o religioso. 

Publicidade

Os agentes da lei veem esse tipo de pergunta como fundamental no caso, já que uma das suspeitas é que Anderson tenha sido assassinado após um suposto relacionamento extraconjugal. Alguns sites chegaram a publicar que ele teria supostamente se relacionado com uma mulher trans. 

“Foram 10 horas ininterruptas de depoimento. A delegada e o promotor quiseram que ela contasse como foi a vida dela desde o início, de onde ela veio, como começou o trabalho social dela. Além de como conheceu o pastor Anderson, como era o relacionamento deles na adolescência, como as adoções foram acontecendo e quem ajudava ela. Foram muitos detalhes”, revelou o advogado  Fabiano Migueis, que além de defender Flordelis contou que trabalha como seu assessor. 

Publicidade

Também nesta quarta-feira vazaram mensagens que estariam associadas ao pastor Anderson do Carmo. A partir do celular dele, uma pessoa que se diz filho do pastor, garante que as notícias não eram boas e pede para que os amigos orem por ele. 

Publicidade

O aparelho teria sumido desde o assassinato. Um dos filhos chegou a dizer que o celular teria sido entregue para Flordelis. Também nas mensagens assustadoras, a pessoa que se diz filho do pastor diz até onde ele foi assassinado. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.