in

Famoso músico que morreu recentemente lutava há 2 anos contra a depressão

Genera

O músico Paulo Pagni, conhecido por todos como P.A., ficou famoso no país todo quando foi convocado para ser baterista da banda RPM, um dos grupos de rock de maior sucesso de todos os tempos. P.A. morreu aos 61 anos e foi sepultado neste último domingo, dia 23, no cemitério municipal de Araçariguama.

Publicidade

O que muitos não sabiam é que P.A. estava lutando contra a depressão há cerca de 2 anos. Ele frequentava o Centro de Referência de Assistência Social de Araçariguama, em São Paulo, que é uma cidade próxima ao sítio em que ele vivia sozinho. O município ficou de luto e a bandeira da cidade ficou hasteada somente na metade do mastro.

Denis Pedro Carvalho, que era advogado do baterista do RPM, disse que em 2017 o quadro de depressão piorou muito porque a banda deu uma pausa nas apresentações e P.A. ficou longe dos palcos.

Publicidade

Ano passado ele foi internado em uma clínica particular por cerca de um mês“, disse Denis, revelando que a banda custeou todas as despesas.

Publicidade

A reportagem do G1 visitou o bairro Cruz das Almas, que é onde está localizado o sítio de P.A., o imóvel tem cerca de mil metros quadrados e é cercada por mata e na região há vários animais que ele cuidava. Um homem que mora próximo ao local disse que o baterista vinha sofrendo algumas crises e chegou a ter alucinações antes de ser internado.

Publicidade

O vizinho revelou ainda que P.A. nem se alimentava direito e se vestia como um mendigo, pois estava em depressão profunda. O RPM divulgou uma nota informando sobre o falecimento do baterista.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br