in

Detalhe estranho no caso Flordelis deixa até investigadores perplexos

Foto/Reprodução: IG Flordelis

Nesta segunda-feira, 24 de junho, a investigação do assassinato do pastor Anderson do Carmo ganhou um novo capítulo. Um detalhe mostrado em uma reportagem do jornal carioca O Dia deixa claro que a polícia e até representantes da justiça estão incomodados. Tal fato está prejudicando, inclusive, o andamento das investigadores. 

Publicidade

Até mesmo o advogado da família do pastor, Ângelo Máximo, confirmou que está estranhando a forma como os filhos de Anderson do Carmo estão reagindo. Para ele, esses membros não estariam colaborando com a investigação. 

“Por exemplo, na questão dos celulares. A família não entregou os aparelhos do Anderson ou do Flávio dos Santos”, disse o advogado, que tem uma difícil missão nesse momento. A delegada do caso,  Barbara Lomba, já havia dito que detalhes estavam estranhos e que, para ela, a então confissão de Flávio dos Santos, não era o suficiente. 

Publicidade

Curiosamente, nesta segunda, o advogado que representa Flávio negou que ele tivesse confessado à polícia que matou o pai e que, se teria dado a entender isso, seria pela pressão da situação. 

Publicidade

No entanto, no quarto de Flávio, que fica localizado na casa do pastor, uma arma teria sido encontrada. A pistola, segundo a investigação, teria sido a mesma utilizada no assassinato, que deixou perplexo o país. Também nesta segunda, quem prestou um novo depoimento foi a própria Flordelis, deputada que é investigada no crime. Ainda não se sabe detalhes do que ela teria dito à polícia. O que também chamou a atenção foi o fato do depoimento ter durado longas horas. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.