in

Advogada dos filhos de Flordelis deixa o caso, após ouvir confissão de assassinato

Arquivo Pessoal Anderson Carmo

O pastor Anderson do Carmo foi morto a tiros, na porta de sua casa, na madrugada do dia 16 de junho. A morte está sendo investigada pela polícia. A princípio, a suspeita era de assalto seguido de morte, mas a quantidade de tiros – 30 disparos – fez a investigação mudar de rumo.

Publicidade

A trama assustadora mostra que há envolvimento de filhos do pastor e da deputada federal Flordelis no assassinato. Lucas dos Santos, de 18 anos, e Flávio dos Santos Rodrigues, de 38, estão presos. Há suspeita de que eles estejam envolvido no crime.

Rodrigues, o mais velho, teria confessado à sua advogada que assassinou Anderson. A confissão teria sido feita na tarde desta quinta-feira (20). Por isso, a advogada Luciene Diniz deixou o caso.

Publicidade

Para sair do caso oficialmente, a advogada esteve na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, responsável pela investigação do caso, para comunicar a decisão de deixar a defesa de Flávio dos Santos Rodrigues.

Publicidade

A Polícia Civil segue investigando o caso. Até o momento, o celular do pastor Anderson não foi encontrado. Os investigadores procuram o aparelho para ver se encontram nele alguma pista.

Publicidade

De acordo com as informações, o aparelho teria ficado com Flordelis na noite do assassinato. Ela alega que não sabe onde o aparelho foi guardado.

A delegada Barbara Lomba disse que muitas coisas estão indefinidas no caso. “Não está esclarecida se a execução aconteceu daquela forma que foi narrada, se são só essas pessoas envolvidas, então, muita coisa ainda está indefinida”, comentou a responsável pelas investigações.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!