in

Cientistas acham ‘chifres’ em crânios de jovens; causa pode ser uso excessivo de celular

Foto: Reprodução/Revista Nature

Nesta quinta-feira, 20 de junho, o site da RedeTV! divulgou uma pesquisa feita pela revista Nature, uma das mais relevantes no mundo da ciência. Especialistas decidiram analisar as bases dos crânios de diversos jovens. O que ninguém esperava encontrar era uma espécie de ‘chifres’ nesses jovens. O fato é uma espécie de mutação e está muito frequente na população jovem. 

Publicidade

O estudo chegou a conclusão de que mais de 40% dos jovens entre dezoito a trinta anos teriam o formato de chifre em um dos espaços internos do crânio. Considerando toda a população mundial, acredita-se que a mutação já atinja um terço das pessoas. A principal motivação para o aparecimento desse fenômeno seria o uso com muita frequência dos aparelhos de celular. 

Mas como isso seria possível? Isso aconteceria porque há uma alteração do direcionamento do olhar, que se mantém cada vez mais para baixo, causando um deslocamento do peso da cabeça, cuja força acaba causando o crescimento ósseo na conexão entre tendões e ligamentos. 

Publicidade

Para facilitar o entendimento dos leigos, os cientistas pedem que nós imaginemos que agora está se criando um calo no nosso crânio e isso seria proveniente do fato de se abaixar muito a cabeça e fixar o olhar em uma mesma posição por muito tempo. 

Publicidade

Agora, os cientistas, no entanto, ainda precisam de mais embasamento para dar certeza de que os celulares seriam realmente os responsáveis por essa estranha mutação. De qualquer forma, apenas a apresentação dessa possibilidade já serve para a ampla reflexão de como estamos usando os benefícios da tecnologia. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.