‘Falei que ia acabar desgraçando a vida de sua família’, diz homem que matou filho

PUBLICIDADE

No último domingo (16/06), um crime revoltante abalou o município de Piraquara, localizada no estado do Paraná e deixou o Brasil inteiro de luto. A cidade foi cenário da terrível morte de um garotinho de apenas 4 anos, assassinato a sangue frio pelo pai Neri da Rosa, de 37 anos de idade, que se suicidou em seguida.

PUBLICIDADE

De acordo com informações reveladas pela polícia que está cuidando do caso, o homem teria assassinado o filho, David Gabriel Franco da Rosa, por enforcamento, enquanto ele estava dormindo. Depois de consumar o crime, Neri teria amarrado uma corda em seu pescoço e cometido ato suicida em outro cômodo da residência onde morava com a família. 

Ainda segundo as autoridades, o assassino deixou uma espécie de carta de despedida, onde falava sobre os motivos que o teria levado a cometer tal barbaridade e culpava a mãe do menino. Entre outros motivos, o homem mencionou que sabia do romance que a esposa estava tendo fora do casamento, o que o deixou o furioso. 

De acordo com a polícia, o pai da criança já sabia de seu novo romance. “Ele já sabia através de pessoas que ela teria uma outra pessoa. E queria pegar os dois juntos. Mas ela falou que o cara era forte, não tinha medo dele e estaria disposto a encará-lo se fosse necessário”.

Em parte do texto, o homem escreveu: “Nós dois trouxas [ele e a criança] esperando por você e você só alegria, felicidade, prazer, tardes maravilhosas. Espero que tenham sido boas porque jamais terá isso [novamente]. Falei que ia acabar desgraçando a vida de sua família”.

PUBLICIDADE

De acordo com pessoas que conheciam a esposa do assassino, a mulher não estava satisfeita com o casamento, já que ela e o marido vivam brigando, e queria o divórcio. Após a morte do menino, a mãe se declarou nas redes sociais com um lindo texto: “A minha vida perdeu todo sentido, você está nos braços de Deus, meu anjo”.